Está aqui

MLS critica presença das FAP nas comemorações do Cristo Rei

Lisboa, 17 de Maio de 2009 - O MLS - Movimento Liberal Social deplora a utilização das Forças Armadas Portuguesas, exército de um estado laico, na cerimónia das comemorações dos 50 anos do Cristo Rei. Não é lícito que o Exército, um poderoso símbolo de soberania e do Estado, coloque este simbolismo ao serviço de uma religião em particular, promovendo-a em detrimento de outras e ofendendo assim desta forma todos os portugueses seguidores de outras religiões que não a católica ou que não seguem qualquer religião.

A laicidade é uma garantia de liberdade para todos os cidadãos, quaisquer que sejam as suas crenças religiosas, inclusivamente os Católicos. O MLS considera por isso que chegou a altura de os representantes do Estado português assumirem que Portugal não tem qualquer religião oficial e consequentemente, não misturar o simbolismo do Estado com cerimónias de cariz religioso.

Sobre este tema, Miguel Duarte, presidente do MLS afirmou: "Um Estado verdadeiramente laico não deve privilegiar, nem descriminar qualquer religião, sendo que a presença das Forças Armadas Portuguesas nas cerimónias dos 50 anos do Cristo Rei é claramente um privilégio a uma visão religiosa específica em detrimento de todas as outras, conferindo-lhe um carácter especial que esta não tem".

Conteúdo Geral: