Está aqui

MLS incita partidos parlamentares a permitirem o casamento entre pessoas do mesmo sexo

Lisboa, 17 de Setembro – Será no próximo mês discutido na Assembleia da República um projecto de lei apresentado pelo BE e pelo PEV no sentido de permitir o casamento entre pessoas do mesmo sexo.

O Movimento Liberal Social (MLS) apela a todos os grupos parlamentares no sentido de viabilizar, rapidamente, essa possibilidade, não adiando a questão para a próxima legislatura.

Sobre este tema Miguel Duarte, presidente do MLS afirmou: "A igualdade de tratamento e de direitos das minorias, neste caso dos homossexuais, é um direito fundamental - mesmo quando essa igualdade não rende votos ou é impopular. Se existem partidos que não fizeram promessas eleitorais relativamente a este tema num sentido ou noutro, então, deve ser dada liberdade aos seus deputados para em consciência votarem neste tema, como legítimos representantes dos cidadãos que são."

O MLS rejeita a visão, totalmente ultrapassada, de que o casamento está ou deva estar indissoluvelmente ligado à procriação. Sendo que considera não existir qualquer motivo válido para que seja vedada a pessoas do mesmo sexo a união pelo casamento, tratando-se estes de adultos conscientes e não coagidos. O facto de pessoas do mesmo sexo se poderem casar não afecta a liberdade de outrem nem desvaloriza, de forma alguma, o valor do casamento - como instituição e como contrato de vida em comum.

Conteúdo Geral: